quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Equipes com pessoas inexperientes são mais eficientes

Estudos mostram que times com pessoas mais jovens, inexperientes e desconhecidas são melhores, mais criativos e eficientes.  

Ao formar uma equipe temos o costume de procurar e escolher as pessoas mais experientes e destacadas. Achamos que elas podem trazer mais valor e credibilidade ao time, contribuindo com as experiências já adquiridas para solucionar as tarefas. Porém, diversos estudos mostram que as equipes com pessoas mais inexperientes, jovens ou não, costumam apresentar melhor desempenho do que aquelas formadas por profissionais já estabelecidos.

A psicóloga e especialista em desempenho Sian Beilock explica que isso acontece porque quando alguém, por exemplo, ensina outra pessoa sobre algo que ela sabe menos, acaba também aprendendo. “Alunos com desempenho fraco ajudam estudantes mais fortes a pensar nos problemas de forma diferenciada ou ‘fora da caixa’, o que facilita o tipo de criatividade que é normalmente requisitado quando surgem problemas atípicos ou novos”, diz Beilock.

Além da inexperiência, os pesquisadores destacam o grau de familiaridade entre os membros da equipe como determinante para o sucesso da mesma. Um estudo analisou a performance de diferentes equipes de artistas da Broadway e descobriu que aquelas em que os membros possuíam um grau intermediário de intimidade alcançaram os melhores resultados.

Os pesquisadores Brian Uzzi e Jarrett Spiro, responsáveis pelo estudo, contam que os melhores times da Broadway foram aqueles que tiveram um mix de relacionamentos. “Essas equipes tinham amigos antigos, mas também tinham novatos. Essa mistura resultou em interações eficientes entre os artistas – eles possuíam estruturas familiares como apoio – mas também conseguiam incorporar novas ideias. Eles estavam confortáveis uns com os outros, mas não estavam tão confortáveis assim”, comenta Uzzi.

Isso é interessante porque normalmente valorizamos muito mais o conhecimentos do que a interação no desempenho. Esses estudos mostram que, ao formar equipes, é a diversidade que conta, pois resulta em maior riqueza de conteúdos, perspectivas, análises e, principalmente, soluções.

Temos como intuito postar notícias relevantes que foram divulgadas pela mídia e são de interesse do curso abordado neste blog. E por isso esta matéria foi retirada na íntegra da fonte acima citada, portanto, pertencem a ela todos os créditos autorais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conto com sua participação.Comente.

Postagens Recentes: