segunda-feira, 20 de junho de 2011

O desafio de ser Estagiário


Por Soeli de Oliveira*

Com muita freqüência os estagiários são vítimas de assédio moral. Como o desejo de serem efetivados no emprego fala mais alto do que o desejo de vingança via indenização judicial, ficam ali sofrendo calados; mais por ignorância do que por necessidade. São constantes os pedidos de ajuda, por isto resolvi universalizar o meu conselho aos adolescentes estagiários que estão pedindo socorro.

Todos nós vivemos momentos de insegurança, isto pode ser mais intenso na adolescência. Não se leve tão a sério e tão pouco leve a sério as piadas de mau gosto dos colegas. Ao dar excessiva importância ao que eles dizem, mais eles “pegarão no seu pé”. 

Lembre-se que não existe sentimento de superioridade, somente o de inferioridade. Quando alguém tenta ser superior aos outros, isso é uma clara evidência de que esta pessoa abriga sentimentos de inferioridade não resolvidos.

estagiário O desafio de ser EstagiárioNão temos controle sobre o que os outros pensam, e sim sobre o que nós pensamos. Lembre-se sempre: pensamentos geram sentimentos, que geram comportamentos. Desconfie de que os outros podem ter problemas, não somente você. Substitua os pensamentos negativos por positivos. Repita coisas positivas. Confie mais em si mesmo. Leia livros de auto-ajuda. Leia a Bíblia, o livro mais lido do mundo, principalmente o Evangelho de São João no Novo Testamento e os livros de Salmos e Eclesiastes do Velho Testamento.
Estagiário é o famoso "faz tudo".

Quando possível, leia o livro de Dale Carnegie – Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas. Se puder investir um pouco mais, faça o curso de Liderança e Fala Eficaz realizado por franqueados do autor, se houver em sua região.
Faça parte de grupos de música, teatro ou dança conforme as suas inclinações. Realize cursos rápidos de desinibição e oratória assim que tiver oportunidade. Os mesmos são realizados normalmente pelas associações comerciais, centro de diretores lojistas e sindicatos.

Ninguém nasceu sabendo. Procure fazer o que é certo. Seja comprometido. Sorria mais. Elogie sinceramente as pessoas. Ande de cabeça e ombros erguidos. Procure olhar nos olhos quando falar ou cumprimentar as pessoas. Tenha um aperto de mão firme. Grave e chame as pessoas pelo nome. Mostre interesse pelas coisas delas e por elas. Pergunte mais do que fala, pois “pessoa interessante é pessoa interessada”. Lembre-se que quem domina uma conversa é quem pergunta.

Peça ao seu líder ou responsável pelo departamento um retorno de como está se saindo no trabalho e o que pode fazer para melhorar. Ou para ser mais útil para o setor, equipe ou empresa. Raramente alguém faz isso! Com certeza esta atitude será valorizada.

“Caminhe a segunda milha”, ajude sempre que possível os colegas ou quem estiver precisando de ajuda. Se possível não saia do trabalho no final do expediente sem antes perguntar para o responsável imediato ou colegas com quem se relaciona funcionalmente, se precisam de mais alguma coisa ou ajuda. Torne-se útil, que com certeza irão querer ter você por perto e promoverão a sua permanência na empresa.

Se mesmo assim não fores efetivado, não fique triste; pois se não souberem reconhecer o seu comprometimento, empenho e boa vontade, com certeza esta empresa não é um bom lugar para se trabalhar. Tenha fé, bata a poeira e vá em frente em busca de outras oportunidades, e podes ter certeza que muitas portas se abrirão para você.


Temos como intuito postar notícias relevantes que foram divulgadas pela mídia e são de interesse do curso abordado neste blog. E por isso esta matéria foi retirada na íntegra da fonte acima citada, portanto, pertencem a ela todos os créditos autorais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conto com sua participação.Comente.

Postagens Recentes: